Tag Archives: LANCENET!
Citação

Dedicação é a chave para o sucesso

4 jun

O mercado de trabalho está cada vez mais concorrido, milhares de adolescentes ficam na dúvida na hora de escolher qual curso realizar. E foi com esse objetivos que convidamos o jornalista e Editor Digital do  LANCENET!, Carlos Eduardo Sangenetto Donato, 22 anos, para compartilhar conosco a sua história, dar dicas sobre a profissão e mercado de trabalho para os jovens que assim como ele, desejam tornar-se futuros jornalistas.

Carlos Eduardo Sagenetto exibindo a camisa que ganhou de seu grande ídolo Tulio Maravilha

Carlos Eduardo nos contou que começou a se interessar por jornalismo desde cede, aos sete anos quando jornais e revistas já faziam parte de suas brincadeiras, mas foi em 2007 que o jovem concretizou a vontade de se tornar jornalista: “ Sou Fanático por futebol, comecei a divulgar e compartilhar na internet informações quentíssimas e exclusivas do Glorioso Botafogo de Futebol e Regatas e parece que deu certo”, disse.

No mesmo ano, os torcedores do clube resolveram criar uma comunidade no Orkut chamada “C.E. Boletim Botafogo”, com o objetivo de segmentar o público que gostava e acompanhava o trabalho de apuração do “C.E”, como Carlos Eduardo era chamado respeitavelmente. A comunidade chegou a ter mais de cinco mil participantes assíduos e com sede de Botafogo.

“A dedicação no trabalho é muito importante, os mais esforçados sempre se diferenciam.”

Mas o jovem não queria parar por ai, em Agosto de 2009, após completar dois períodos na universidade, Eduardo começou a trabalhar como freelance no Lancenet!, aonde era responsável por cobrir noticiário de esportes olímpicos. Após 10 meses de trabalho, o estudante foi contratado como estagiário da empresa e atualmente se tornou Editor Digital: ”Hoje conto com a a ajuda de uma equipe de estagiários, todos estudantes com idade média de 23 anos, além de coordenar a produção, determino tarefas a toda a equipe, reviso textos, edito capas do site e pauta os repórteres do  LANCENET!”, completou.

O editor diz que seu diferencial sempre foi a dedicação, mas afirma para os estudantes que querem ingressar na profissão que a tarefa é árdua. “Tem que gostar muito, uma paixão até. É sofrido, tem muita cobrança, quase não se tem tempo livre. Tem que dominar a língua, curtir mesmo a profissão e entrar de cabeça. Caso contrário, não recomendo cursar. A dedicação no trabalho é muito importante, os mais esforçados sempre se diferenciam”, afirmou.

Anúncios