Arquivo | março, 2012

Filho de Eike Batista atropela e mata ciclista na BR-040 no Rio de Janeiro

26 mar

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil, que afirma que Thor Batista teria prestado socorro à vítima.

Image

A Mercedes-Benz SLR McLaren, carro do filho do bilionário completamente destruído após o acidente.

 

Thor de Oliveira Fuhrken Batista, 20 anos, atropelou e matou na noite de sábado, 17, um ciclista que cruzava a Rodovia Washington Luís (BR-040), na altura de Xerém, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminens

De acordo com a polícia, a vítima seria um Wanderson Pereira dos Santos, de 30 anos, que descia a serra na pista sentido Rio, quando foi atingido pelo carro de Thor, uma Mercedes-Benz. O filho do empresário estava na companhia de um amigo e ambos prestaram socorro e realizaram o teste do bafômetro. O caso foi registrado na 61ª Delegacia de Polícia, em Xerém, como homicídio culposo provocado por atropelamento e apenas o advogado do empresário apareceu no local.

Em nota o Grupo EBX, de Eike Batista, afirmou que o filho do empresário lamentava e se responsabilizava pelo ocorrido. “ Thor Batista lamenta profundamente o ocorrido e informa que prestou socorro à vitima, que atravessava, inadvertidamente, a rodovia 040 (sentido Juiz de Fora-Rio) de bicicleta, na noite de ontem. O empresário chamou a ambulância da Concer para prestar atendimento a Wanderson Pereira dos Santos. Thor estava na velocidade permitida,fez o teste do bafômetro e firmou declaração de próprio punho descrevendo o acidente, no posto da PRF. Thor prestará toda a assistência à família de Wanderson”, disse.

Família deve pedir indenização

O advogado da família da vítima, Cleber Carvalho, informou que os parentes do ciclista pretendem ir à justiça para pedir indenização por danos morais e materiais.

O enterro acontecerá no domingo, 18, às 17h no cemitério de Xerém.

Anúncios

Ciclista morre atropelado por filho de Eike Batista na BR-040, no RJ

26 mar

Thor Batista atingiu homem que cruzava a pista na noite de sábado, 17. Em nota, Grupo EBX diz que Thor prestou socorro e fez teste do bafômetro.

O empresário Thor de Oliveira Fuhrken Batista, 20 anos, filho mais velho do empresário Eike Batista, atropelou e matou um ciclista que cruzava a Rodovia Washington Luís (BR-040), na altura de Xerém, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, na noite de sábado (17).

A vítima é o ajudante de caminhão Wanderson Pereira dos Santos, 30 anos, que passava de bicicleta pela pista sentido Rio, na descida da serra, e foi atingido pelo carro do filho do bilionário, uma Mercedes-Benz SLR McLaren prata, placa EIK-0063, ano 2006.

O caso foi registrado na 61ª Delegacia de Polícia (Xerém) como homicídio culposo provocado por atropelamento. A Polícia Civil informou que investigará as circunstâncias do atropelamento. Thor foi intimado a depor na próxima quinta-feira (22) e, segundo a polícia, ele pode ser indiciado. Além dele, a tia da vítima também deve ser ouvida nos próximos dias.

De acordo com a polícia, Thor dirigia o carro acompanhado de um amigo no momento do acidente, por volta das 19h. Com o impacto do acidente, a frente do veículo ficou amassada. O veículo, no entanto, não passou por perícia. De acordo com policiais, o advogado de Thor recolheu o carro com o compromisso de não alterar a estrutura do automóvel.

Veja nota divulgada pelo Grupo EBX, de Eike Batista, que representa a família

Família deve pedir indenização

O advogado da família, Cleber Carvalho, informou na tarde deste domingo (18) que os parentes da vítima pretendem ir à justiça para pedir indenização por danos morais e materiais. Segundo ele, houve irregularidades na perícia após o acidente.

 “Ele foi atropelado de frente”,
disse a tia de Wanderson.

No Instituto Médico-Legal, Maria Vicentina Pereira, tia de Wanderson, afirmou que o jovem foi atingido no acostamento. Segundo ela, Wanderson sempre passava pelo local e precisava atravessar a rodovia para chegar em casa, mas não tinha o costume de cruzar a via no ponto do acidente. “Ele foi atropelado de frente”, disse.

Wanderson trabalhava como ajudante de caminhão. Ele foi criado por Maria Vicentina, que o chamava de filho. Seu corpo foi enterrado na tarde deste domingo, no cemitério de Xerém.

“Infelizmente aconteceu um acidente fatal.
Porém, a imprudência não foi de Thor”,
publicou Eike Batista, em seu twitter

Eike Batista defendeu o filho através do Twiiter: “Infelizmente aconteceu um acidente fatal. Porém, a imprudência não foi de Thor”.

Depoimentos

Apenas uma testemunha prestou depoimento na 61ª DP. De acordo com os agentes, o policial rodoviário federal disse que foi chamado para um atropelamento com vítima fatal. Ele contou que Wanderson foi atropelado quando atravessava a via. O policial afirmou ainda que Thor passou mal e foi levado para um posto médico na região, onde foi medicado e liberado em seguida.

Veja vídeo sobre seguran;a de ciclistas em grandes cidades

Thor não esteve na delegacia na noite de sábado. Segundo a polícia, ele foi representado por um advogado.

O corpo da vítima foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Duque de Caxias. O enterro está marcado para as 17h no cemitério de Xerém, segundo a família.

Thor e amigo passaram por teste do bafômetro

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que Thor e o amigo procuraram um posto policial a três quilômetros do local do acidente. Com escoriações no braço e no rosto, o filho do bilionário pediu socorro e relatou o caso. Segundo a PRF, os dois foram submetidos ao teste do bafômetro, não sendo verificada a presença de álcool em ambos.

Ainda de acordo com a PRF, Thor também estava acompanhado de um segurança.

Filho de Eike Batista atropela e mata ciclista em rodovia no Rio de Janeiro

21 mar

Polícia Rodoviária Federal afirma que Thor Batista prestou socorro e fez teste de bafômetro. Ele estava acompanhado de um amigo na hora do acidente

Carro ficou destruído após o acidente

   Thor de Oliveira Fuhrken Batista, de 20 anos, filho mais velho do bilionário Eike Batista, atropelou e matou um ciclista na noite deste sábado (17) na rodovia Washington Luiz, altura de Xerém, no Rio de Janeiro.

   A vítima, Wanderson Pereira dos Santos, de 30 anos, descia a serra na pista sentido Rio, quando foi atingido pelo carro de Thor, uma Mercedes-Benz SLR McLaren prata. Segundo a polícia, o acidente ocorreu por volta das 19h. O caso foi registrado na 61º DP (Xerém) como homício culposo, onde não há intenção de matar. De acordo com a polícia, ele pode ser indiciado.

  Em nota, o Grupo EBX, que representa a família, informou que “Thor Batista lamenta profundamente o ocorrido e prestou socorro à vítima, que atravessava inadvertidamente a rodovia. Thor estava na velocidade permitida, realizou teste do bafômetro e prestará toda a assistência à família da vítima”. Eike Batista, através do twitter, lamentou o ocorrido, porém defendeu o filho. “Infelizmente aconteceu um acidente fatal. Porém, a imprudência não foi de Thor”.

   O advogado da família, Cleber Carvalho, informou que a família da vítima pedirá indenização por danos materiais e morais.  A tia da vítima, Maria Vicentina Pereira, afirmou que Wanderson sempre passava pela rodovia para chegar em casa e, segundo ela, o rapaz foi atingido de frente. O corpo da vítima foi levado para o Instituto Médico Legal de Duque de Caxias. O enterro será neste domingo (18) às 17h, no cemitério de Xerém.

Thor Batista, filho do bilionário Eike Batista

Filho de Eike Batista atropela e mata ciclista na BR- 040

19 mar

Thor Batista atinge ajudante de caminhão na noite de sábado, 17.


Mercedes-Benz SLR McLaren prata, placa EIK-0063, destruída após o acidente. Grupo EBX, em nota diz que Thor prestou socorro.

Filho mais velho do empresário Eike Batista, Thor Batista atropelou e matou um ciclista na BR- 040 na noite de sábado, 17. Através de advogados, Thor alega ter prestado o devido socorro a vítima, se encaminhando após o acidente ao posto da Polícia Rodoviária Federal, com um amigo que também estaria no veículo na hora do acidente e um segurança, tanto Thor como o amigo passaram pelo teste do bafômetro.

O caso foi registrado na 61ª Delegacia de Polícia (Xerém) como homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Thor foi intimado a depor na próxima quinta-feira (22), a Policia Civil informou que investigará as circunstâncias do atropelamento.

Família da vítima entrará na justiça

Os parentes da vítima, Wanderson Pereira dos Santos, 30 anos, irão a justiça em busca de indenização, por danos morais e materiais. Advogado da família alega que houve irregularidades na pericia após o acidente.  O enterro ocorreu no cemitério de Xerém, nesta tarde de domingo.

Ajudante de caminhão, Wanderson Pereira dos Santos, 30 anos

As duas versões de uma mesma história

Tia de Wanderson, Maria Vicentina Pereira, afirmou que o jovem foi atingido no acostamento. Segundo ela, Wanderson sempre fazia o mesmo percurso para chegar em casa, e não tinha o costume de cruzar a via no ponto do acidente, “Ele foi atropelado de frente.” disse.

Eike Batista defende filho através de twitter. “Infelizmente aconteceu um acidente fatal. Porém, a imprudência não foi de Thor”.

A inteligênica na era digital

19 mar

Com a internet e as novas tecnologias cada vez mais presentes em nossas vidas, é natural que a forma que lemos tenha mudado também.
Pensando nisso, Nicholas Carr escreveu  “Eu costumava mergulhar em um livro ou artigo extenso – porém hoje ele alega que não consegue mais manter o foco por muito tempo em um texto grande, que graças à forma não linear que encontramos na web perde a concentração em poucas páginas, porém ele não apoia a ideia inteiramente, pois ele não acredita que ela seja ‘mais eficiente’”, isso consta em  ” A geração superficial: o que a internet está fazendo com os nossos cérebros”, livro recém lançado no Brasil.
Outro que também observa esse novo paradigma é Steve Wozniak, cofundador da Apple, que durante uma entrevista afirmou: “Nós lemos de forma linear, uma frase após a outra, uma página após a outra, absorvendo lentamente a informação. A garotada, habituada com o mundo online, é mais eficiente. Lê um trecho, pula para outro, absorve a informação em fragmentos”. Já o professor Clay Shirky diz “Ninguém lê ‘Guerra e Paz, é longo demais e não é tão interessante”
Esse debate vem sendo travado nos blogs e de maneira irônica boa parte esteja sendo em livros.

Thor Batista atropela ciclista na BR-040, no RJ

19 mar

Filho do bilionário Eike Batista atingiu homem que cruzava a pista da rodovia.

O filho mais velho do empresário Eike Batista com a ex-modelo Luma de Oliveira, Thor Batista, 20, atropelou e matou um ciclista na noite de sábado, 17, na rodovia Washington Luís, Duque de Caxias, Baixada Fluminense, a vítima morreu no local.
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF),  Thor fez o teste do bafômetro e o caso foi registrado como homicídio culposo, quando não há a intenção de matar.
O Grupo EBX, de Eike Batista, que representa a família, informou: “Sobre o acidente, Thor Batista lamenta profundamente o ocorrido e informa que prestou socorro à vitima, que atravessava, inadvertidamente, a rodovia 040 (sentido Juiz de Fora-Rio) de bicicleta, na noite de ontem. O empresário chamou a ambulância da Concer para prestar atendimento a Wanderson Pereira dos Santos. Thor estava na velocidade permitida, fez o teste do bafômetro e firmou declaração de próprio punho descrevendo o acidente, no posto da PRF. Thor prestará toda a assistência à família de Wanderson e comparecerá no curso da semana para prestar depoimento na 61ª DP”.
Através de seu perfil no twitter Eike, defende o filho: “Infelizmente aconteceu um acidente fatal. Porem a imprudência não foi do Thor”.
“Thor estava na velocidade permitida, fez teste do bafômetro e firmou declaração descrevendo o acidente, no posto da PRF”, afirma o empresário através da sua página no microblog.
Wanderson que trabalhava como ajudante de caminhão teve seu corpo enterrado na tarde deste domingo, 18, no cemitério de Xerém.
Cleber Carvalho, advogado da família da vítima, questiona o procedimento adotado pela polícia, que teria liberado a remoção do carro de maneira irregular, e disse que vai pedir na Justiça indenização por danos materiais e morais pela morte do cliente.

Mundo digital e suas novas compreensões

19 mar

Duas diferentes visões sobre a comunicação fragmentada da web

Um debate recente sobre a nova forma de leitura que surgiu com a internet, e como isso afeta o nosso jeito de pensar e ler hoje. Diferentes autores com suas diversas opiniões sobre o assunto.

 Cada um com suas convicções sobre os prós e contras dessa fragmentação, Nicholas Carr nas primeiras páginas de seu livro “A geração superficial” diz – Eu costumava mergulhar em um livro ou artigo extenso – porém hoje ele alega que não consegue mais manter o foco por muito tempo em um texto grande, que graças à forma não linear que encontramos na web perde a concentração em poucas páginas, porém ele não apoia a ideia inteiramente, pois ele não acredita que ela seja “mais eficiente”. 

Já outro intelectual, o professor Clay Shirky diz – Ninguém lê ‘Guerra e Paz’, é longo demais e não é tão interessante- autor do livro “Lá vem todo mundo: o poder de organizar sem organizações” onde se debruça sobre o aspecto colaborativo da internet. Sua tese é de que a informação picada observada por Carr pode ser vista por outro ângulo: é um dialogo ocorrendo simultaneamente em todo o mundo, onde isso não só conecta as pessoas, como também modifica a sociedade de uma forma profunda. 

Esses debates são travados em livros e blogs, onde vários pensadores se juntam e dão sua opinião sobre o assunto e como essa nova visão de mundo muda o nosso jeito de agir. Como diz o rabino da piada após ouvir os dois lados, ambos têm razão.